quarta-feira, 6 de junho de 2018

Quando você não confia em Deus

Hoje em dia existem inúmeras pessoas que se tratam por conta da "ansiedade" eu a considero com uma doença do século. A pessoa que é ansiosa se definha aos poucos, ela quer tudo para aquela hora e nada é o suficiente, tomam remédios, fazem tratamentos, chegam até passar por psicólogos mas essa doença não vai embora. Muitas pessoas hoje sofrem com esse mal, não sabem o que é viver sem preocupação. "...Por isso, não fiquem preocupados com o dia de amanhã, pois o dia de amanhã trará as suas próprias preocupações. Para cada dia bastam as suas próprias dificuldades." (Mateus 6:34) Todos os dias nós temos obstáculos para vencer, dificuldades a enfrentar, mas a ansiedade amiga, tem um significado muito forte; significa que você não confia em Deus! 🙄 estava estudando o evangelho de Mateus 6 e está bem claro que quando confiamos em Deus não precisamos nos preocupar com nada, se sua família vai se converter, se vai encontrar a pessoa amada, se vai conseguir o emprego dos sonhos, está nas mãos de Deus, é claro que você precisa lutar para conquistar seus objetivos, mas não pode deixar que a ansiedade tome conta de você. Só é possível vencer a ansiedade através da oração, pois é o momento que você desabafa com Deus, expressa aquilo que está sentindo ou até mesmo passando, a oração é o nosso ponto de contato com Deus, ela faz com que seus medos sejam vencidos, suas preocupações desaparecem e você passa a viver em novidade de vida, crendo que por mais que você não está vendo, Deus está no controle da sua vida. Quanto mais você permitir que a ansiedade faça parte da sua vida, mais distante de Deus você irá ficar, não quebre o elo que você tem com Deus, "...Portanto, ponham em primeiro lugar na sua vida o Reino de Deus e aquilo que Deus quer, e ele lhes dará todas essas coisas." (Mateus 6:33) todas as coisas, são todas as coisas, ore a Deus, coloque tudo que está sentindo para fora, viva a vida que Deus tem para você. Até a próxima...

Nenhum comentário:

Postar um comentário