sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Fragilidade alheia

  

  O titulo já diz muito, fragilidade alheia, quer dizer fraquezas de outras pessoa e não sua, vamos ver o que diz a Bíblia: "Não julgueis, para que não sejais julgados. Pois com o critério com que julgardes, sereis julgados; e com a medida que usardes para medir a outros, igualmente medirão a vós. Por que reparas tu o cisco no olho de teu irmão, mas não percebes a viga que está no teu próprio olho? E como podes dizer a teu irmão: Permite-me remover o cisco do teu olho, quando há uma viga no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho, e então poderás ver com clareza para tirar o cisco do olho de teu irmão."  (Mt. 7.1-5) Somos humanos, estamos sujeitos a falhas a todo momento, mas não cabe a mim ou a você sair julgando as pessoas pelo jeito dela ser, falar, agir ou comportar, primeiro precisamos reparar nossos erros e depois, AJUDAR e não julgar o próximo.
  Vamos ir fundo nesse momento; cada um de nós, recebeu uma criação, tem uma cultura diferente, manias, não somos iguais, podemos sim estarmos na mesma fé, mas jamais seremos iguais, um casal não são iguais, cada um tem o seu jeito e sabemos que um relacionamento só da certo quando nos adaptados ao outro e não que temos que ser iguais.
  Quem dirá na convivência com outras pessoas, não quer dizer que você come jiló que eu tenho que comer jiló,  eu não gosto e não quer dizer que isso me diminui; eu não tomo gelado, não quer dizer que está calor que serei obrigada a tomar, não eu não gosto, não sou igual a ninguém e tão pouco gosto de ser comparada, por isso aprendi a não comparar ninguém, pois eu sei que ninguém é igual a mim e eu não sou igual a ninguém.
   Está vendo como são as coisas, cada pessoa tem gostos diferentes das outras, cada pessoa tem um tipo físico, umas pode ficar horas e horas sem dormir e seu corpo vai continuar reagindo normal, tem pessoas que já tem algumas debilidades, quando faz muito esforço já encontra uma fraqueza, mas isso não quer dizer que a pessoa seja mole.
  Já está na hora de parar de julgar as pessoas, ninguém tem o direito de falar se fulano pode ou não, quem sabe é ele e mais ninguém, as picuinhas, disse-me disse surge ai, o diabo trabalha nessas coisas, cuida da tua vida, pare de olhar para A,B ou C, eu nem tenho palavras para descrever quando querem me comparar, cada um de nós somos usados da maneira que somos, se alguém tem que te mudar não é os outros e sim Deus, se você vê que uma pessoa da mole em algo, ore por ela, essa pessoa pode estar passando por um deserto as vezes ela age de certas formas, mas ela tem lá suas razões, jejue por ela, se alguém te julgue ore por essa pessoa, não somos perfeitos se não seriamos ANJOS e seres humanos, já nascemos com uma natureza pecaminosa, estamos sujeitos a tantos erros.
   Apontar o dedo, julgar alguém vai fazer com que você seja tratado da mesma forma diante de Deus, a pessoa que julga acha que algumas coisas na sua vida não dão certo, porque não é o tempo de Deus, não isso não tem nada haver, é porque ela está colhendo tudo quanto ela planta quando julga alguém, se você que está lendo essa mensagem julga o próximo não faça mais isso, as palavras tem muito poder, elas são capazes de levantar e até mesmo derrubar muitas pessoas, se não for abrir a boca para edificar fique calado, falar demais faz com que a gente peque.
  Não sou a dona perfeita, sou aquela que sempre encontrou alguém no caminho para me julgar, mas eu mantenho a minha fé em Deus, sempre mantive e sempre manterei, porque o que me mantém de pé é o que sou diante de Deus; se hoje você tem sido julgado, as pessoas falam coisas a seu respeito que você diz: "- poxa ela não sabe o que fala se não me ajudaria" então ore por essas pessoas, nunca as deseje o mal, pelo contrario que Deus venha ensina-la a não julgar, que Ele tenha misericórdia delas.
  Veja o entra e o que sai da sua vida, deixe entrar o que vai te edificar, te acrescentar, te levantar, o que for contrario a isso jogue fora, tire da sua vida, como eu disse são fragilidades alheias, ou seja, nós temos sim nossas dificuldades, não somos super homens ou super mulheres, somos seres humanos, mas não cabe a nós ou aos outros julgar. Medite: "...a medida que usardes para medir a outros, igualmente medirão a vós..."  (Mt. 7.2) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário