sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Aflita e amargurada

 " — Senhor, — respondeu ela —, eu não estou bêbada. Não bebi nem vinho nem cerveja. Estou desesperada e estava orando, contando a minha aflição ao Senhor . Não pense que sou uma mulher sem moral. Eu estava orando daquele jeito porque sou muito infeliz e sofredora." (1 Samuel 1:15-16) 

   Até aquele dia Ana andava amargurada, sofria por não ter filhos, era humilhada por sua rival, vivia chorando, mas nada disso resolvia seu problema, nem o amor de meu marido era o suficiente de tamanha era sua angústia.
  Elcana seu marido, tentou de todas as formas suprir as necessidades dela, dando a ela o melhor, pois ele a amava mais do que sua outra esposa Penina. Sabe qual conclusão chegamos? Que se amargurar, chorar, se entristecer, de forma alguma Deus vai descer e resolver o seu problema, lágrimas, emoção, sentimento não chama a atenção de Deus.
  O que chamou a atenção de Deus foi a atitude que Ana teve! Foi o seu voto de fé, quando ela orou ao Senhor mesmo que orava em silêncio Deus ouviu, e naquele mesmo dia Ele a respondeu.
  Talvez você esteja numa situação parecida com a de Ana, tem um sonho, um desejo, porém até hoje você não viu nada acontecer na sua vida, sabe talvez está faltando você fazer como ela fez, cobrar de Deus aquilo que é seu por direito é promessa d'Ele nos abençoar, é nossa herança.
  Faça a sua parte, não adianta cobrar de Deus e ser injusto diante d'Ele, seja justo e Ele vai te honrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário