terça-feira, 26 de agosto de 2014

Eu me sentia a pior das "MULHERES"


Quanto tempo! Saudades de partilhar experiências e aprendizados com todos.

  Mesmo com a correria do dia a dia, penso muito sobre como ajudar o próximo, e eis que surgi um relato.

  "Eu me sentia a pior das MULHERES" só quem sentiu-se ou 'ainda' sente como a pior das mulheres, sabe a dor.
  Não sei se parece, mas já me senti a pior das mulheres, me sentia inferior a qualquer mulher, não me amava, não me olhava no espelho, não era feliz, sentia-me feia, foto? Só se fosse para documentos e olhe lá, há momentos da minha vida que não tenho  uma foto sequer, acreditem se quiser, pois me sentia pior que um lixo, o lixo ao menos vai para a lixeira e eu? Aah eu ia para o quarto. Saia na rua por necessidade maxima, não gostava que os outros me vissem, até mesmo na igreja, sentia-me mal. Um dia desses me falaram assim: "Por que você fala desse jeito? É carioca? Fulano disse que quando te conheceu você não falava assim." Sabe o que é? Naquela época não falava com ninguém e tão pouco ficava próxima das pessoas.
   Eu não tinha prazer em me apreciar, minha propria presença me encomodava, era uma luta dentro de mim, para que eu me aceitasse.
  Doí o meu coração em pensar que ainda existem mulheres assim, que em alguma area da vida, se senti a pior das mulheres. Sabe o que é se olhar no espelho e se arranhar porque não se ama? Eu sei. Sabe o que é passar noites em claro porque você não se ama? Eu sei. Sabe o que é tentar o suicidio porque não se conforma com a vida? Eu sei.
  Eu sei o que é não se amar, se valorizar, se cuidar, se gostar, se apreciar. Também sei que aceitar elogios é dificil, você chega a um determinado lugar as pessoas te elogiam, por mais que seja verdade, você rebate, porque não consegue amar a si mesma, e dai surge varios conflitos, e milhares de problemas, pois, quando a pessoa não tem o dom da apreciação, a vida dela paralisa, se estaciona, nada anda e nada da certo, assim eu vivi por um longo tempo.
  Só passei a me amar, quando desci as aguas, as coisas passaram a mudar, quando encontrei-me com o Pai, nunca mais fui a mesma, passei a me amar. Em Mateus 22. 39. Diz: E o segundo, semelhante a este, é: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo. Como poderia amar a Deus, a que não vejo, se mal amava a mim mesma. Sei de uma coisa, toda pessoa que não se ama, lhe falta algo, lhe falta o verbo, falta Deus. Por mais que esteja lendo esse texto, frequenta a igreja, ou faz parte de algum grupo, não é o suficiente, a mudança deve partit de nós.

Nenhum comentário:

Postar um comentário