terça-feira, 14 de maio de 2013

Quando a mulher não é de Deus



De certa forma, quem quiser conhecer bem as mulheres pode recorrer à experiência do rei Salomão, pois além de ter tido muitas mulheres, era um homem muito inteligente e, certamente, dotado de capacidade para conhecê-las a fundo. E mesmo que a sua inteligência não fosse suficiente para compreendê-las, certamente a sua experiência jamais poderia falhar. Creio que vários tipos de mulheres passaram em sua vida: mulheres com o temperamento dócil e com temperamento agressivo; sábias e estúpidas; discretas e indiscretas; caladas e tagarelas; pacíficas e contenciosas; humildes e muita orgulhosas.
Foram tanto os tipos diferentes de mulheres, que ele fez questão de deixar registrados muitos provérbios a respeito delas, dentre os quais selecionamos o seguinte:
“A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata, com as próprias mãos, a derriba”. Provérbios 14.1
“Melhor é morar no canto do eirado do que junto com a mulher rixosa na mesma casa”.Provérbios 21.9
“Melhor é morar numa terra deserta do que com a mulher rixosa e iracunda”. Provérbios 21.19
“Mulher virtuosa, quem a achará? O seu valor muito excede ao de finas jóias”. Provérbios 31.10
O maior problema da mulher que não tem temor a Deus não é o gênio ruim ou o mau temperamento, mas quando ele se torna instrumento de Satanás. Trata-se daquela que trama projetos diabólicos e não descansa enquanto não os executa.
Tem consciência do perigo de morte que representa para quem dela se aproxima e anda procurando aqueles que desprezam o temor do Senhor, a fim de compactuar com eles. O Espírito Santo por intermédio do rei Salomão, assim a descreve:
“vi entre os simples, descobrir entre os jovens um que era carente de juízo, que ia e vinha pela rua junto a esquina da mulher estranha e seguia o caminho da sua casa, á tarde do dia, no crepúsculo, na escuridão, da noite nas trevas. Eis que a mulher lhe sai ao encontro, com vestes de prostituta e astuta de coração. È apaixonada e inquieta, cujos pés não param em casa; ora está nas ruas, ora, nas praças, espreitando todos os cantos. Aproximando-se dele, e o beijou, e de cara imprudente lhe diz: Sacrifícios pacíficos tinha eu de oferecer; paguei hoje os meus votos. Por isso, saí ao teu encontro, a buscar-te e te achei. Já cobri de colchas a minha cama, de linho fino do Egito, de várias cores; já perfumei o meu leito com mirra, aloés e cinamomo. Vem, embriaguem nos com as delícias do amor, até pela manhã; gozemos amores. Porque o meu marido não está em casa, saiu de viagem para longe. Levou consigo um saquitel de dinheiro; só por volta da lua cheia ele tornará para casa.Seduziu-o com as suas muitas palavras, com as lisonjas dos seus lábios o arrastou. E ele num instante a segue, como que vai ao matadouro; como cervo que corre para a rede, até que a flecha lhe atravesse o coração; como a ave que se apressa para o laço, sem saber que isso lhe custará a vida. Agora, pois, o filho, dá-me ouvidos e sê atento ás palavras da minha boca; não se desvie o teu coração para os caminhos dela, e não Andes perdido nas suas veredas; porque a muito feriu e derribou; e são muitos os que por ela foram mortos. A sua casa é caminho para a sepultura e desce para as câmaras da morte” Provérbios 7.7-27
O próprio rei Salomão. Com toda a sua sabedoria, não conseguiu evitar o laço da mulher diabólica, e confessou ter achado coisa pior que a morte, quando disse:
“Achei coisa mais marga do que a morte: a mulher cujo coração são redes e laços e cujas mãos são grilhões; quem for bom diante de Deus fugirá dela, mas o pecador virá a ser o prisioneiro.”Eclesiastes 7. 26
A história de Semíramis
A história de Semíramis revela até que ponto uma mulher é capaz de servir como instrumento do diabo e emprestar seu ventre par conceber a destruição e a morte eterna.
Ela foi mãe de Ninrode e, mais tarde, sua amante. Ninrode, por sua vez, foi o mais eminente líder no período que vai do dilúvio a Abraão. Era filho de Cuxe e neto de Noé.
Sua fama de poderoso caçador adveio-lhe por ser protetor do povo, num tempo em que os animais selvagens eram uma ameaça constante de morte. Construiu três cidades. Ereque, Acade e Calné, consolidando-as em um reino sob seu governo.
Satanás desenvolveu um sistema religioso oculto que controlaria todo o mundo. Um sistema no qual as pessoas poderiam matar ou morrer por ele. Para introduzir esse sistema no mundo, usou o coração de uma única pessoa: Semíramis.
Babilônia foi a primeira cidade construída após o dilúvio, por Ninrode, e sua mãe-amante veio a ser sua rainha. Era o escritório central do projeto satânico. Ninrode, além de caçador, era bruxo, e sob sua direção se desenvolveu a Astrologia.
Ele assentou as bases para as magias negra e branca, haja vista ser possuído por uma legião de demônios. Por causa de suas praticas ignominiosas, o irmão de seu avô, Sem, veio a matá-lo tentando acabar com as sua bruxarias.
Sua mãe-amante, que reinava na Babilônia, auto proclamou-se deusa e instruiu a si mesma como símbolo da Lua. Além disso, exigia o sacrifícios de crianças em sua adoração.
Determinou ainda que o seu filho-amante, após a morte fosse cultuado qual um deus. Passou a chamá-lo de Baal, o deus –Sol. Tendo engravidado, embora de dissesse virgem, deu a luz um filho que chamou Tamuz, e passou a proclamar por todo o seu reino que o seu filho-amante havia reencarnado em Tamuz.
Na realidade o espírito de Baal foi concebido naquela criança. A partir de então, Semíramis passou a ser considerada a virgem-mãe, sendo retratada nas imagens carregando o pequeno deus-Sol em seus braços. Ela apregoava que o menino Tamuz, deus-Sol, era o seu salvador.
Ora, toda esta trama foi dirigida por Satanás, o qual, Sabendo de alguma forma que um dia o Espírito de Deus envolveria um virgem autêntica, e que ela conceberia o verdadeiro Salvador da humanidade, providenciou previamente uma cópia de fatos para fundamentar uma religião e enganar bilhões de pessoas, levando-as para o inferno.
As histórias de Ninrode, Semíramis e Tamuz passaram a circular por todo o mundo. Suas fabulas se fizeram populares na Mitologia. Foram criados muitos deuses e deusas originários daqueles personagens. Semíramis passou a ser conhecida como a rainha do céu. Para enganar os que desconhecem a Bíblia Sagrada, o diabo utilizando seus poderes para reproduzir imagens de Semíramis, com formas e nomes diferentes. Semíramis com o menino Tumuz nos braços tem a mesma aparência com a qual o catolicismo romano apresenta a sua “virgem,” ou seja,algo que faz os católicos pensam na virgem Maria com o menino Jesus nos braços.
A Lua ou o Sol muitas vezes aparecem substituindo o menino Tamuz, nas imagens de Semíramis, a deusa-rainha da Babilônia, e Ninrode, o deus-Sol ou Baal.
Muitos outros símbolos os representaram, e assim o diabo consegue ainda hoje ter êxito com o teu projeto, tendo em vista a falta de conhecimento que bilhões de pessoas têm o Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário