segunda-feira, 22 de abril de 2013

Aprendendo a dizer não



     Quantos problemas e preocupações você arranjou por não conseguir falar “não” na hora certa? Lembra-se das dívidas contraídas, do tempo perdido, das chateações e noites sem dormir que isso lhe custou? Então talvez seja à hora de aprender a dizer “não”.


Por que é tão difícil dizer não?
     Existem vários fatores envolvidos, e é sempre bom analisar cada caso para ter certeza, mas de maneira geral as coisas que nos dificultam dizer “não” são:

Medo: como animais sociais, nós temos um grande desejo de sermos aceitos e amados, e uma parte de nós acredita que se dizermos não iremos magoar o sentimento da outra pessoa que irá se irritar conosco, “ficar de mal”, se vingar, etc... Se for um patrão ou superior no trabalho, acreditamos que se lhe negarmos algo seremos despedidos ou iremos sofrer outro tipo de represália.
Culpa: fomos educados, acreditando que as boas pessoas, estão sempre dispostas a ajudar o próximo em qualquer situação (ainda que sofram por isso), quando fugimos desse estereotipo, e dizemos “não”, somos invadidos por um sentimento de culpa ou um sentimento que estamos fazendo algo errado.
Pena ou dó: talvez você seja do tipo que se inunda de piedade pela pessoa que lhe pede algo (mesmo sendo algo abusivo), esses sentimentos minam a nossa força de vontade.
É mais fácil dizer “sim”: para falar “não” vamos ter que justificar esse “não”, expor nossas causas e motivos ou então inventar uma desculpa. Ao dizer “não” também iremos ter que lidar com a possível raiva ou frustração do outro (o que sempre é complicado). Negar um favor ao outro significa (nem sempre) que quando precisarmos, não poderemos contar com a ajuda dele. Dessa forma dizer sim parece bem mais fácil.

Por que eu devo dizer não?
     Quando dizemos “não” a alguma coisa, estamos delimitando a nossa personalidade e nosso papel na sociedade, estamos mostrando quem somos e o que queremos; que não somos robôs programados para realizar a vontade dos outros. Dizer não é saudável e mantém a saúde de qualquer tipo de relação, afinal como você pode conseguir manter uma relação estando desgastado?
     Dizer não é um direito básico garantido por lei “ninguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer nada a não ser por força da lei” (CF Art. 5°)

Dicas para conseguir dizer não
Enfrente o medo: Quase sempre nossos temores surgem de fantasias, de coisas que estão apenas na nossa imaginação. O provável é que a outra pessoa não reaja tão mal quanto imaginamos. Para entender isso faça o seguinte exercício:
     Imagine que você é a outra pessoa (a que você pretende negar algo) ponha-se no lugar dela, na situação em que ela se ela se encontra, imagine-se pedindo esse favor, como você iria reagir? Isso vai te ajudar e dissipar algumas fantasias.
       Lembre-se que se essa pessoa se não entender ou se irritar por ouvir um simples não, é por que ela não é sua amiga (o) de verdade e nesse caso é melhor que vá embora mesmo.
Enfrente a culpa: ninguém nesse mundo é perfeito e livre de errar, então por que você seria? Não é culpa sua se o outro se pôs em uma situação complicada, se encheu de dívidas ou compromissos, assim sendo não é sua obrigação ajudar, você ajuda se puder e não por obrigação.
Superando a dó ou a pena: será que a pessoa a qual está lhe solicitando ajuda é tão vítima da situação? Será que ela não é capaz de resolver sozinha os problemas dela? Outro ponto é que a sua ajuda pode fazer com que a pessoa se perpetue nesse problema, por exemplo, emprestar sempre dinheiro para aquele cunhado que não sabe se controlar vai fazer com que ele nunca aprenda a administrar as próprias finanças.
É realmente mais fácil dizer sim?: Quando você começar a mensurar as consequências de dizer sim você compreender que muitas vezes é bem mais fácil dizer não tanto para você quanto par a o outro.
Melhorando a autoestima: quando se está bem consigo mesmo é muito mais fácil dizer não, por que você já não está tão a mercê dos desejos e intempéries das outras pessoas. Aprenda a se valorizar e vai compreender que quem gosta de você, gosta pelo que você é e não pelo que você faz.
Lidando com chantagens: às vezes o que nos impede de dizer não a uma pessoa é a chantagem, seja ela emocional ou real. O chantagista usa como arma algum segredo que ele tem sobre você, ameaça para de fazer algum favor, apela pelo que já fez ou faz por você ou pelo sentimento que você tem por ele (a), geralmente os familiares são que mais nos chantageiam. Para vencer isso é necessário cortar o motivo, meça o que é menos doloroso ficar cedendo à vontade do chantagista ou contar a verdade a quem interessar, parar de receber o favor etc. Essa é uma decisão difícil, mas lembre-se que se não a fizer vai ser chantageado pelo resto da vida.
Busque outra solução: talvez o outro precise realmente da sua ajuda, entretanto você não pode ajudá-lo da forma como ele (a) pediu, mas será que não existe alternativa? Por exemplo, você não pode emprestar dinheiro a alguém, mas será que não tem como passar a informação de um trabalho para se conseguir um dinheiro extra ou propor que essa pessoa lhe preste um serviço (que você esteja precisando) em troca do dinheiro?
Aprenda a se virar: se você é do tipo que vive pedindo favores por ai, não tem como negar quando lhe pedirem algo, como diz o ditado: “uma mão lava a outra”, e se você não quer fazer favores, então pare de pedir favores.
Aguente as consequências: ninguém nesse mundo vive sem medo ou sem sentimento de culpa, aprenda a conviver com isso também.

Antes de dizer não
     Reflita bem sobre o que lhe foi pedido, será que isso é algo tão complicado e extravagante a ponto de não dar para fazer? Será realmente que você não pode dizer sim?

Nenhum comentário:

Postar um comentário