quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Quando é hora de mudar?



Quando eu pensei em fazer grandes/médias/pequenas mudanças na minha vida me lembrei muito dessa música Tocando em Frente-Almir Sater , me identifiquei principalmente com a primeira estrofe “Ando devagar, porque já tive pressa...”

Pois é, eu já corri demais na minha vida, corri porque era necessário, abri mão de muitas coisas para conseguir chegar num estágio em que eu pudesse relaxar um pouco e dizer “pronto, agora posso descansar um pouquinho.”

Acredito que todo mundo vive estas fases: uma fase de plantação outra de colheita, nem sempre com a mesma sintonia como ocorre na natureza, mas estamos sempre fazendo coisas esperando resultados.
Pois então pensando nessas coisas e nas melhorias que posso conseguir com minhas mudanças é que vou seguindo em frente, achei por bem que deveria eu mesma desacelerar pra ver a vida passar com mais tranquilidade.

Mas quando é a hora de mudar? Você percebe que a hora chega quando a sua insatisfação pessoal com relação ao que te cerca chega no limite do insuportável, ocorre também no momento em que você percebe que o mundo ao seu redor lhe manda recados e você de alguma maneira desperta daquela inércia.

Eu penso que nessas conversas que nós temos com nós mesmos descobrimos muitas coisas, porque paramos pra ouvir o nosso “eu”, “o que quero pra minha vida?” “onde quero chegar?”, “o que me traz felicidade?”, foi tentando buscar estas respostas que eu decidi que era a hora de mudar e resolvi pensar na minha de modo mais objetivo, com mais foco porque me incomodava essa improvisação o todo, essa coisa de viver só o que a vida me traz.

Eu sei que a vida não é controlável e que muitas vezes não sabemos o que nos aguarda, mas acho que podemos dar alguns direcionamentos para que a vida nos ofereça o que realmente interessa pra nós.

Nestes momentos mesmo alguns te observam e querem lhe dizer o que é melhor pra você, mas o melhor baseado no conceito deles, na vida deles, no que eles querem pra viver, mas o que é viver para você? É seguir o que os outros fazem? É ter a vida que você não tem? É ter os sonhos que não são seus? Não, se você vive isso acho que aí também está na hora de mudar. Porque precisamos parar com essa mania de achar que “a casa, a mulher/homem, o trabalho e a vida do(a) vizinho(a) é sempre melhor que a nossa”, é a cultura, tem gente que sempre se espelha em alguém e quer seguir os mesmos passos e ambições.

Eu não quero que meus amigos e outras pessoas tracem o mesmo caminho que eu, não tenho pretensão de dar receita de bom viver, até porque nessa escola eu também continuo como aluna. O que eu posso dizer é “talvez esse caminho traçado por você seja bom, talvez não seja, você que sabe, faz o que te deixa feliz”
Portanto, eu penso que chega a hora de mudar quando você sente que precisa modificar algum aspecto de sua vida ou mudar a você mesmo. Creio que chegou esse momento pra mim, chegou esse momento de colher o que eu plantei e ter mais conversas comigo mesma porque eu quero saber o que o meu “eu” está sentindo,pensando e fazendo comigo.

Não importa quantas vozes eu tenha dentro de mim, importa que conversem, importa que eu perceba a hora de viver esse ou aquele momento e viva com toda a intensidade que eu puder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário