segunda-feira, 25 de junho de 2012

O CAMINHO, A VERDADE E A VIDA



Muitos versículos bíblicos deveriam ser analisados em seu exato contexto. Cada frase contida na Bíblia merece tal reconhecimento com devidos créditos. Muitas vezes lemos versículos que agradam-nos os olhos e damo-nos por satisfeitos. Porém Jesus convida você a investigar a Sua Palavra com mais afinco. Veja bem: A Bíblia, a Palavra de Deus, precisa ser criteriosamente investigada em sua raiz para que alcancemos a plenitude. Talvez alguns deixem de apreciar certas passagens por falta de ousadia para analisá-la. Quando buscamos conhecer a Bíblia em sua plenitude, demonstramos nossa curiosidade pelo que é de Deus, alem de valorizar a capacidade de pensar advinda de nossa espécie. E é aqui que começo o post de hoje.

Como seres humanos, somos dotados de instintos e presságios próprios, naturais e carnais. Por outro lado, nossa espécie perdura na história como a grande e incessante curiosa pelo saber. Temos o privilégio de ter a racionalidade necessária para assombrarmo-nos com o milagre da vida. O ser humano almeja ir tão longe com a verdade em cima de seus olhos, apenas acenando para ser vista. E é esta verdade que nos põe de pé todos os dias. É ela que faz com que nossos corações palpitem freneticamente em busca de vida. É ela que produz o oxigênio necessário para manter vivo este Planeta. É ela quem desperta em você a curiosidade que te trouxe a ler este post. Humildemente, convido você a apreciar a verdade que te enche de vida para mantê-lo firme e forte contra as adversidades intempestivas desta vida. Os ornamentos do Universo são sustentados pela mesma verdade que te concede a proeza que é a passagem pela vida.

Ela motivou, indiretamente, milhares de homens a desafiar as leis da gravidade e da física a sua procura. Alguns foram taxados de gênio por se destacarem em sua busca por ela. Outros abandonaram a vida conjecturando encontrá-la. O fato é que todos nós buscamos a verdade, a felicidade duradoura em livros de autoajuda ou em botecos de esquina. Nós, caracterizando seres pensantes muitas vezes beiramos à loucura em busca da verdade.

Há uns dois mil anos, alguém proclamou SER a verdade. Ele não disse aonde encontrá-la, não disse que a tinha, não disse que a havia encontrado. Ele afirmou ousadamente SER a verdade.  Nosso Senhor Jesus Cristo rompeu paradigmas e linhas estabelecidos pelo próprio ser humano. Pela primeira vez na história da humanidade, a verdade havia transformado-se em um ser humano para que os mortais viessem a conhecê-la visivelmente. A verdade não deveria ser alcançada por nenhum ser limitado. Somente um Deus infinito em Sua natureza poderia revelá-la ao homo sapiens.

‘’Eu Sou o Caminho, a Verdade e a Vida’’. (João 14:6)

E Ele revelou-se de forma majestosa, diga-se de passagem. Quando todos esperavam por uma verdade que ostentava riquezas materiais e solúveis ao tempo, a verdade posicionou-se como um homem de carne e osso, que alegava ser O Caminho, e também a Vida. A Vida Eterna, para a qual nós, cristãos, estamos sendo treinados para vivê-la. Procuremos então viver a verdade de Cristo hoje, para que possamos em tempo oportuno maravilharmos em Sua presença, na Glória Eterna.

Que a verdade de Cristo manifeste-se a nós de forma que sejamos sábios para enxergá-la, e que a curiosidade nos leve a novos patamares de pensamento!


Esther Moore

Nenhum comentário:

Postar um comentário